quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Dia 16/365

A CAMINHADA

Hoje tive a grata surpresa de ser acompanhado pela minha querida esposa, embora eu nutra fortes suspeitas de que ela queria mesmo era botar o papo em dia com a voluntária da vez, Roberta Rego: jornalista e nossa ex-colega de turma. Andamos 5 km descontraidamente, no Parque da Jaqueira, até a chegada de uma equipe da TV Globo (com microfone do SporTV), para nos entrevistar - pois é, enquanto eu ainda valho por dois, tenho licença poética para me tratar no plural. E assim, o sexto quilômetro fiz sozinho com a voluntária do dia, sob os holofotes da fama, já que minha cara-metade sequer cogitou a possibilidade de sair na TV. Depois do assédio da imprensa, tomamos nossa água de coco sossegados. Atividade física concluída com sucesso! obrigado, Beta! você, pra mim, vale mais que um tri-colgate. Um gupi bem lindo. Bjs, me tuíta!





COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Dizem que fazer dieta encarece a feira - já que as opções diet, light e soft obedecem a uma lei de mercado inversa de "pagar mais por menos". Claro que deve haver um componente psicológico nessa lógica absurda, pois a indústria da obesidade é muito perspicaz e quer fazer com que o gordo emagreça porque está pagando caro por isso. Mas, no meu caso, esta Dieta da Rede Social se ajusta perfeitamente à vida de um(a) gordinho(a) pobre. Não precisa pagar academia, não precisa comprar kit gastronômicos de Spa em Casa (ouvi dizer que custa R$ 800 uma dieta semanal nesse esquema. Pode, Arnaldo?). E, cá pra nós, nem juntar 365 amigos é necessário. No meu caso, tenho muitos e preciso de todos. Mas, para os gordinhos introvertidos, com poucas amizades, basta convencer sete voluntários e contar com cada um deles apenas em um dia da semana. Todo esse nariz de cera introdutório foi para justificar que duas bananas me bastam, no jejum matinal. Como duas bananas e sigo para a caminhada. Depois, posso comer uma maçã, uma papa de aveia com adoçante, o meu velho amigo inhame etc. Esta é a dieta possível com o que temos em casa. É só não cair em tentação e fugir das massas e laticínios. No almoço de hoje: salmão ao pesto de manjericão, surubim grelhado, arroz integral, salada de frutas com iogurte e um pirãozinho de peixe para arrematar. Se engordei por causa do pirão, foi na melhor das intenções. 


VOCÊ NÃO SABE O QUE EU CAMINHEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI

Para quem ainda não percebeu, eu sou jornalista. Trabalho numa Assessoria de Comunicação fazendo a ponte "empresa -> mídia". Oficialmente nossa sigla é Ascom, mas oficiosamente chamamo-na de Ascome (Assessoria de Comemuitopão). Para vocês terem uma ideia do que é trabalhar nessa pressão, possuímos uma geladeira enorme dentro da assessoria. Diariamente um colega leva um saco de pães franceses já assados com manteiga, para distribuir na sala. É o café-da-manhã padrão. Não raro, temos a hora do queijinho de coalho com bolacha cream cracker, lá pelas 9h30. Em cima de uma mesinha, o bule do café e um pote com leite em pó, disponíveis a qualquer hora. E, como se não bastasse, temos acesso a uma infinidade de snacks partilhados pelos estagiários. Ah, quase esqueci das duas visitas semanais do "cara do pão integral" e do "homem dos bolos". O primeiro vem na terça, oferecendo um pão especial belga que parece ser light mas leva mel e um bocado de grãos. Na dúvida, passo a vez. Já o camarada do bolo é um motorista que faz esse "por fora" às sextas-feiras, com opções que vão desde o tradicional bolo de rolo, ao superamanteigado De Macaxeira. É tortura ou não é? Mas, a vida é feita de escolhas. Escolhi colocar meu monitor obstruindo minha visão da mesinha do café (onde socializam as comidas) e uso fones para não escutar os baconzitos alheios sendo mastigados. O ideal mesmo era que eu não sentisse cheiro.

detalhe da geladeira e da mesinha ao fundo: tentação permanente

12 comentários:

  1. Mandra, passa quando a reportage ? ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles vão filmar vários dias, com vários voluntários.

      Excluir
  2. Usa a geladeira pra guardar salada de fruta, queijo cottage, pão integral de verdade... Ter um lanchinho light sempre à mão é ótimo pra nção ficar morrendo de fome! Tenho uma gaveta cheia de barrinhas e afins aqui.

    ResponderExcluir
  3. tb quero aparecer na matéria. eu, maria e dario!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso ter voluntário repetido, senão o livro vira Déja vú. Mas se você quiser caminhar com o voluntário Adelmo Vasconcelos, que vai acompanhado por Maria, chama Dario que pode. kkkkkk

      Excluir
  4. Oi Marcus,
    Que bom essa sua atitude de mudança com ajuda. Isto mesmo, mudar não é fácil. Além de querer,fazer. Dicas é muito bom, ajuda mais ainda. Siga sua intuição e se abra para mudanças.
    Alimentação e espiritual. Siga a simplicidade, na alimentação, só orgânicos, comer lentamente e agradecer a natureza por essa dádiva do céu e da terra. A força invisível, além da mental é física é essencial. Eliminar tôxina mil e renascer. Boas leitura de Sonia Hirch (alimentação e saúde, ela está no Recife dando palestras) e Hiromi Shinya, com os livros Dieta do Futuro e Fator enzima, encomenda na livraria Cultura.
    Conte comigo. Vera do cinema da Fundação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Veríssima! você já tinha me falado desse livro do Sr. Hiromi Shinya, só que eu jamais lembraria o nome do autor! kkkkkk

      Excluir
  5. mandra, meu problema aqui no trabalho são as festinhas. Toda semana tem aniversário e, meu filho, aqui é de camarão empanado pra cima. O sistema é bruto! E a Ascom sempre é convocada pra fotografar o aniver, ou seja, dou de cara com as tentações.

    Criei uma tática: chego, fotografo o discurso e o parabéns e SAIO DA SALA. Dou um tempo lá fora pro povo comer, volto, tiro as fotinhos fofinhas, cumprimento o aniversariante e SAIO DA SALA. CORRENDO. asjalsjaslasas

    Beijo e força na peruca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Festinha na minha Ascome está terminantemente proibido! assim já é demais! kkkkkkkk

      Excluir
  6. Velho, me divirto muito com a sua dieta, viu! E digo mais se estivesse no Recife eu iria ser voluntária! Mas de longe a gente pode ajudar com estímulos. Acabo de ler no página de uma nutricionista a seguinte frase: Suor é gordura chorando e felicidade reinando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa frase seria ótima, Mariana, se fosse apenas "suor é gordura chorando". A parte da felicidade já foi uma forçada de barra da nutricionista. kkkkkkkkk

      Excluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito