quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Dia 24/365

A CAMINHADA

Tive até medo de informar ao meu voluntário da vez que ele seria o de número 24 nesta Dieta da Rede Social, porque meu camarada Thiago Bessa Benevides é um cabra macho (pai de 3 filhos) com tolerância baixa para brincadeiras. Só no finalzinho da caminhada, quando ele perguntou espontaneamente se já estávamos no 26º ou 27º dia de atividade física, que eu desandei a gargalhar incontrolavelmente, acordando os pombos da Rua do Imperador - e aí ficou óbvio que hoje era o dia 24. Ainda assim, ele me ameaçou de morte, caso eu tirasse alguma brincadeira (e não estou tirando, hein? apenas informando os fatos). 

Pois é, se você vem acompanhando este blog vai notar que nosso voluntário já apareceu de papagaio de pirata no dia da 17ª caminhada (com minha querida esposa). Na ocasião, ele jurou de pés juntos que seguira nossos passos - e hoje veio com a mesma história, sem mudar nenhuma vírgula, de onde só posso presumir que era a mais pura verdade. Desculpe, amigão. Pontualmente às 6h, lá estava Thiago, pronto para me fazer "caminhar mais do que a má notícia", conforme ele mesmo alardeou. Seguimos o mega roteiro histórico pela Rua da Aurora, Ponte do Limoeiro, Forte do Brum, Cais da Alfândega, Prefeitura, Praça do Arsenal, Rua da Guia, Rua do Bom Jesus, Marquês de Olinda, Rua da Moeda, Ponte Giratória, Paço Alfândega, Ponte Maurício de Nassau, Rua do Imperador, Dantas Barreto, Guararapes, Ponte Duarte Coelho, Rua da Aurora e Avenida Mário Melo. 

Atividade concluída com sucesso: 6,2 km em 1h10. Valeu Thiago, desculpa aê qualquer coisa! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Às 6h15, na Ponte do Limoeiro: cabelo molhado, cheirinho de sabonete.

Às 6h55, no píer do Paço Alfândega: vida real. kkkkk

COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje estou destinado a regular a fauna e a flora intestinais, pois inocentemente comi meio mamão papaya com um potinho de iogurte sabor ameixa e duas colheres de granola. Só me dei conta do pleonasmo laxativo quando li o nome do iogurte, na última colherada: Actívia. Estou em contagem regressiva para o resultado, embora já tenham se passado duas horas e até agora nada. Graças a Deus. Epa... Peraí...


VOCÊ NÃO SABE O QUE EU CAMINHEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Todo(a) gordinho(a) já passou pela experiência de alguma dieta laxativa. Lembro do "efeito Xenical", no início dos anos 2000, que eliminava as gorduras excedentes (ou seja, todas) em idas freqüentes ao banheiro. Eu tenho uma teoria da conspiração de que os famosos shakes dietéticos que substituem refeições também têm sempre uma dose generosa de laxante, para dar a falsa impressão do emagrecimento imediato. Já fiz o teste e comprovei in loco. Ora, se a gente bota os bofes pra fora, é claro que vai perder peso. O problema é trocar uma vida social rica e fecunda para se mudar permanentemente para vaso sanitário. Quero isso não! Epa... Peraí...  


3 comentários:

  1. Kkkkkk... E aí, trabalhando de laptop num novo escritório mais aconchegante e intimista?

    ResponderExcluir
  2. ahoahoahoahohoahoa Até que se controlou no texto. Depois de tanto me ameaçar com o seu 'bullyng preventivo' (o ataque é a melhor defesa, antes de ser bullynado, ele bullyna), o nosso herói das pistas e calçadas até que pegou levinho. Agora, "tolerância baixa para brincadeiras", "ameaça de morte" e "papagaio de pirata" foi lasca. kkkkkkk Mas beleza, quem conhece essa peça sabe que ele perde o amigo (como o próprio gosta de dizer), mas não deixa de aumentar muitos pontos nas suas bullynadas. Quero apenas esclarecer aos nobres leitores deste - cada vez mais badalado - blog, que Alê havia me convidado para acompanhá-los no 17º dia. Isso porque, assim feito ela, eu não gosto de caminhar em círculos.

    Esse percurso é muito massa. Segunda vez que o faço e confesso que poderei - quem sabe, de repente - torná-lo um hábito, no mínimo, uma vez por semana, para acabar com meu sedentarismo. Na quinta passada, o fiz bem mais rápido, acelerando, determinado a encontrar com o casal, que acreditava - ingenuamente - estar a poucos minutos à minha frente. E só não os alcancei porque o nosso protagonista não tomou o caminho da Ponte do Limoeiro, seguindo um percurso bem mais curto. Quero apenas ratificar que houve um engano aí - para não chamar nosso amigo de mentiroso!;)-, pois não passamos pela Ponte Giratória, hein!

    Achava que com o zig-zag pelas ruas do Recife Antigo o trajeto percorrido fosse dar mais de sete quilômetros. Mas os 6,2 Km estão de bom tamanho. Esse safado me trollou colocando-me no 24º dia e eu o botei para andar bem mais do que os 4,5 Km (em média) que ele vinha fazendo aí. rsrsrsrs Esse tempo de 1h10 foi por conta do ritmo do nosso herói, que ainda precisa acelerar bem mais. Em alguns momentos da caminhada o homem ficou sem fôlego para falar. Também dois Forest Gamp (um gordo e um magro) andando juntos, é conversa pra mais de mês. Gostei do seu café da manhã, é por aí mesmo. O meu foi num café aqui na Visconde de Suassuna, voltando para casa: dois mistos quentes e um suco de cajá. No meu caso eu posso, agora o bucho vai ficando uma 'joinha'. Vou ligar para fiscalizá-lo no almoço e no jantar. É folha e grão, meu velho! E não há do que se desculpar por "coisa" alguma não. A Coisa será a torcida organizada do nosso Leão que vais fundar. Eu só quero ser o tesoureiro da parada. Domingo vamos ganhar do Capibaribe de 2 x 0. Pelo Sport tudo sempre! Valeu Mandra, boa sorte nessa trajetória e todo sucesso do mundo pra ti e pra Alê.

    Abraços,
    Thiago.

    ResponderExcluir
  3. Força, meu gordinho. O sacrifício éindiscritível, pois NÓS, OS GORDOS, somos acostumados a nos entupir de coisas calórica s sempre imensamente saborosas... Mas com a ajuda de seus amigos, a quem aproveito para agradecer a força, você vai conseguir.
    Parabéns pela continuidade de seus propósitos.
    Beijos de sua mãe.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito