quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Dia 45/365

A CAMINHADA

O voluntário de hoje foi o meu estimado primo legítimo, que é filho caçula da queridíssima Tia Dentista: Çaulo Alves Sayão, engenheiro bem-sucedido e torcedor sofrido do tricolor Santa Cruz (daí a brincadeira em grafar seu nome com a referência à série "C", kkkkkk). Apesar desse grave defeito, é gente finíssima e sempre me apoiou em todas as dietas e dificuldades da minha vida. Até se ofereceu para pagar meu curso de Direito (como empréstimo), porém, como sou orgulhoso e burro, recusei. Mais que um parente, esse eu considero um amigo de verdade (até porque, em caso de fuleiragem, a pisa viria a galope - pois Tia Dentista me ama como a um  filho, também). 
Como é um homem de negócios sempre ocupadíssimo, Çaulo só conseguiu espaço na caminhada voluntária desta Dieta da Rede Social agora, mas considerou o primo comparecendo pontualmente às 6h ao Parque da Jaqueira. Eu jurava que ele iria vestido com a camisa do seu glorioso time, por isso enverguei meu uniforme completo da Torcida Desorganizada "A Coisa" (paródia criada por amigos jornalistas para positivar o apelido pejorativo que os rivais colocaram no Sport Club do Recife). Porém, ele foi à paisana, apenas como tricolor enrustido - e sequer se manifestou quando um corredor passou por nós e disse: "só não agendei no seu blog para ser voluntário porque você é rubro-negro!!!". Pois é, desde que fui Globalizado, ainda tenho que lidar com a fama de ser reconhecido nos parques públicos por onde ando. 
Caminhar com Çaulo é exercitar também as boas maneiras, já que - por mérito de Tia Dentista - esse pacato cidadão não fala palavrão (mas deve saber todos, pela convivência com a torcida em dia de jogo). Andamos num ritmo intenso, apesar de este ser o meu Day After da mais famosa confraternização de jornalistas: a do governador Eduardo Campos com a imprensa pernambucana, popularmente conhecida como "A confra do Gov", como dizemos na intimidade da peãozada do meio jornalístico. Tomei três doses de uísque (360 calorias), apertei bem forte a mão d'O Homem (220 kcal) e me mandei antes da meia-noite para poder honrar meu compromisso com o voluntário de hoje. Sobrevivi, caminhei mais do que devia e estou aqui sem um pingo de sono, com mentira e tudo.
Atividade física concluída com sucesso: 7,46 km! Valeu, Çaulinho!!!




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje me dei ao luxo de comer duas fatias de pão de centeio com lâminas finíssimas de queijo de coalho, além das frutinhas habituais. Reforcei o café para evitar a ressaca. 


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...


Tia Dentista e Çaulo não fazem parte da Família Bullying Feliz, tampouco d'Os Insaciáveis. Ahhh, que peninha! kkkkkkkkkkk. Eles compõem o núcleo familiar "Educado, Cristão, Emocionalmente Sadio e Ajuizado" que também teve importante parcela em "Minha Formação" (parodiando Joaquim Nabuco). Passei incontáveis finais de semana e férias na casa deles, durante toda a infância e adolescência, para brincar com meus três primos contemporâneos (Çaulo e mais dois - que só citarei os nomes se caminharem comigo). Tia Dentista nos educava (eu, por tabela) com exemplos de boas maneiras, estímulo à leitura e boa dicção. Ah, ela também impunha algumas regras diretamente ligadas à sua profissão, a exemplo de jamais comer "porcarias" como doces, chicletes e guloseimas hipercalóricas - que consumíamos escondido, como se fossem drogas (e eram/são). Eu lembro que até o bolo de chocolate na casa dela não tinha um grão de açúcar sequer (na verdade era um bolo insosso/amargo/inodoro à base de cenoura e bicarbonato de sódio,  com uma calda de chocolate feita certamente com cacau orgânico.  Eu chegava na casa da Tia Dentista na sexta à noite, trazendo toda a minha bagagem cultural acanalhada da Família Bullying Feliz, e só voltava no domingo à tarde, praticamente canonizado e sem fome. Nem do bolo eu comia.

6 comentários:

  1. Olá, Mandrey! Então, agendei uma caminhada contigo dia 25, sou a Lívia do dia 25, mas não aparece o lugar nem a hora. Como faço para pôr? Me agendei de novo no mesmo dia às 8:00h e coloquei em notas: Jaqueira (para se saber onde iremos). Tá tudo certo? Me compliquei um pouquinho, rs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Lívia. Alteração concluída com sucesso! kkk

    Até lá!

    ResponderExcluir
  3. Mandrey, acho que vou pedir teu autógrafo numa manhã dessas...

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkk... Ri alto com seu comentário de hoje! Olha, posso te dar um conselho???? Vai devagar com as frutas... tem muito açucar... respeite as porções permitidas, tá? Creia: elas podem sabotar todo o teu sacrifício... Um abraço!!! Vitoria Morais

    ResponderExcluir
  5. Cowsky,

    Muito bom o texto. Vc, tal qual nosso saudoso vovô, tem o dom da escrita.

    Deu uma garantida no tratamento VIP da tia dentista com umas babadazinhas, né? Kkkk

    O bolo de cenoura continua saindo na casa dos "veios" , mas eu acho uma delicia. O habito da ausência de açúcar me acompanhou e os sucos sempre são "sugar free".

    Parabéns mais uma vez pela iniciativa e continue firme e forte.

    Se você conseguir arrastar "os outros dois" eu tiro o chapéu!

    Abraços,

    Saulinho, lowsky, cabeça, etc..

    ResponderExcluir
  6. TE ESPERO AQUI EM PAU AMARELO,VC VINDO ANDANDO DE RECIFE E JUNTOS,IREMOS ATÉ O VENEZA WALTER PARK (5:00 DA MANHÃ) ABRAÇOS.PROF.ARY

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito