domingo, 30 de dezembro de 2012

Dia 55/365

A CAMINHADA



Hoje tive a satisfação de caminhar com um casal oriundo da aprazível Suíça Pernambucana (Garanhuns-PE): Rodrigo Trajano e sua esposa, Sheila. Perdemos a hora por causa de uma chuvinha matinal e só conseguimos sair de casa às 10h, para perambular pelas areias escaldantes sob o sol causticante de uma praia alagoana (e como esqueci o protetor solar, o resultado vocês verão na segunda foto, abaixo). Rodrigo é o meu primo nerd, rato de computador, um legítimo exemplar da Geração Y. Apoiou desde o primeiro dia esta Dieta da Rede Social e não se importou de caminhar nada menos que 8,1 km na maré seca!
Rodrigo e seus dois irmãos (que também devem caminhar comigo em breve) são os meus "primos do interior" - filhos do meu Tio Fazendeiro. Na minha infância, eu contava os dias para poder viajar para a casa deles nas férias para comer queijo de manteiga (uêpa!), usar meu canivete (uêpa!!) e matar seres vivos com uma espingarda de chumbinho (UÊPA!!!). Foram bons tempos quando protagonizamos trelas homéricas, brincadeiras ao ar livre e concursos de piadas sujas - onde a concorrência era acirrada com Rodrigo, que tinha um repertório tão gigante quanto o meu. Em garanhuns, "evoluímos" com a moda dos anos 80 e 90, sobretudo a musical, passando pela época da lambada (que Rodrigo dançava mais do que Carlinhos de Jesus - enquanto eu não dançava absolutamente nada) e a febre do Axé Music (essa eu dancei e curti, com abadá e tudo). Vergonha de um passado que não volta mais. kkkkkkkkkkk.
A caminhada de hoje funcionou quase como uma terapia de casal, pois apesar de estar sozinho, compartilho com eles um estilo parecido de vida, também com três filhos e um gosto pelo hi-tech.  Sheila tem um jeito muito parecido com o da minha mulher, calada e discreta - o que reforça a minha tese de que nós, os Insaciáveis, somos Ying; enquanto todas as nossas mulheres são Yang. Ô!
Compartilhamos conhecimentos sobre escola das crianças, hiperatividade infantil, plano de saúde, dívidas gigantes, bolas de neve e sensação de dever cumprido. kkkkk. Ao final, eu estava me sentindo muito mais leve!
Atividade física concluída com sucesso!!!! 8,1 km e uma enorme ensolação. Valeu Rodrigo, Sheila e Sol!!!



Charada fonética para um leitor chamado José:" o Sol Mickey Mouse"

COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?


Depois da nona refeição no templo praieiro d'Os Insaciáveis, na verdade vos digo: estou sobrevivendo muito bem aos banquetes nababescos, comendo como uma pessoa normal e procurando priorizar as comidas menos engordativas. Os sacolés de aspartame continuam adoçando meus lanchinhos diurnos e vespertinos. Hoje cedo fiz uma cartola sem açúcar (banana assada com queijo abafado na frigideirinha com tampa), lanchei sacolé de maracujá e almocei um churrasquinho básico de carne magra de porco (uêpaaa!!!) com um queijinho coalho na brasa. Para temperar, uma singela dose de cachaça, "porque sem a cachaça ninguém segura esse rojão". 



VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...


Não basta me adaptar às adversidades. Também tenho que atender a todas as expectativas sobre a dieta. Uma outra tia, carinhosamente chamada de Tia Louca, veio amargar meu delicioso churrasquinho de queijo, comentando que "isso não é tão diet como parece. Na verdade, o queijo assado é perigosíssimo!!!". Pois é, a última palavra foi essa praga, sem explicar o porquê de tanto perigo, ao que rebati: "por gentileza, aceito apenas comentários construtivos e de incentivo à dieta. Críticas devem ser guardadas para o momento oportuno, que não é aqui nem agora". Ela se arretou, mas vamos em frente! kkkkkkkkkk

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu incentivo por escrito