quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Dia 59/365



A CAMINHADA

Pelo código Bullyingnoso da nossa família, o voluntário de hoje recebeu na infância o apelido de Tatu, porque era a cara, escarrado e cuspido, do anão-ajudante da Ilha da Fantasia (seriado super popular nos anos 1980's). O apelido ficou tão insistentemente incorporado pelos Insaciáveis que quando nosso Tatu cresceu, virou Tatuzão. Pois bem, apresento-lhes meu primo publicitário Romero Amorim Leandro, o RALF, filho do meu prezado Tio Fazendeiro, tambem ilustre habitante da Suíça Pernambucana (Garanhuns). 
Ralf Tatuzão (ou Romerinho, para os íntimos) é a companhia perfeita para uma boa farra: toca violão e triângulo, conta ótimas piadas, imita as pessoas (principalmente a "dança do Tio Fazendeiro", o FlashMob da Família Bullying Feliz, uma seqüência simples de balançado sincronizada com uma marcação de compasso nas palmas. Esses passos-modelo encaixam-se em qualquer ritmo, bastando intensificar ou enfraquecer as palmas), enfim, é um verdadeiro showman. Cheio de idéias, Romerinho compartilhou algumas comigo durante a nossa caminhada, enveredando depois para outros temas como basquete, Xbox, cachaça e mulher (as nossas, óbvio). A seqüência real da conversa era inversa, onde nossa maior preocupação era o consentimento da Mulher, para poder beber Cachaça, jogar Xbox e bater uma pelada semanal de Basquete com os amigos.
Andamos 6 km mas esqueci de perguntar o que ele achava do nome Fuleco para o mascote da Copa do Mundo de 2014.
Atividade Física concluída com sucesso! Valeu, Ralf!!!!




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?


A dispersão da Família Bullying Feliz depois das festas, restringiu significativamente o universo alimentício da despensa. Passou de "muitíssimo exagerado pra caramba" para "ligeiramente exagerado", ou seja, a casa tornou-se um ambiente mais saudável para mim. Três tias, cinco primos e a mulher de outro primo, um sobrinho e cinco crianças, fora eu e a cozinheira. Hoje encarei uma deliciosa papa de aveia com adoçante, antes da caminhada. Saímos tarde, perto das 11h, mas totalmente untados com protetor solar 60. Eu não esqueci do boné. No almoço fomos todos de churrasco: espetinhos de frango, costela de porco, coração de galinha, toscana (uma rodelinha microscópica so para lembrar o sabor) e salmão para arrematar com toque final saudável. No lanchinho da tarde, um picolé de maracujá zero açúcar.


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR AQUI...

A dieta da proteína aprovaria com louvor meu almoço de hoje, sem um mísero carboidrato ou uma folha sequer. Apenas carne e nada mais! Me limitei a um espetinhos de frango (sem bacon, hein!), uma ripa de costela, uns cinco corações e a pontinha da lingüiça. Nem no salmão eu encostei, porque já estava saciado. O ideal era que o salmão tivesse sido o primeiro prato, mas sua elaboração mais trabalhada o colocou como prato final. Tenho certeza de que comi pouco. Amanhã é a Segunda Pesagem Oficial, ou melhor, a prova dos nove sobre os estragos de Natal e ano-novo. MHUAHAHAHAHAHAAAA (risada macabra).

Um comentário:

  1. Meu velho,

    Tô avisando de novo: pare de comer coração de galinha!

    Sprito Voluntário

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito