domingo, 6 de janeiro de 2013

Dia 62/365

A CAMINHADA


Por um gigante contratempo etílico-matrimonial da véspera, cheguei nada menos do que QUARENTA MINUTOS atrasado para a caminhada de hoje, com o estimado semelhante corpóreo Luiz Eugênio Pereira Carvalho, que no mundo do doutorado acadêmico é o renomado geógrafo Doutor Eugênio Carvalho, na docência é o Professor Eugênio e para os muito íntimos, como eu, é apenas o velho "Olhos de mel". Kkkkkkkkkkkkkkkk!
Desse eu posso dizer que sou amigo de nascença, pois nossos pais são compadres desde os anos 1970's, quando moraram juntos na Casa do Estudante de Pernambuco. Eugênio vem da casa dos cinco Luízes, que reúne o seu pai, velho Luiz Gonzaga (que não toca sanfona) e os irmãos Luiz Gustavo, Luiz Otávio e Luiz Antônio, que só tocam o terror. Eu passei tantos finais de semana na casa deles que até hoje sou considerado um agregado da família - que é chefiada pela matriarca Valdete.
Conversamos sobre a lenda urbana de que o Recife está abaixo do nível do mar, cuja teoria é negada enfaticamente pelo geógrafo Dr. Eugênio. Depois enveredamos para os assuntos do mundo acadêmico de nível Médio e Superior, pela sua experiência como professor de Geografia, e por fim debatemos um pouco sobre esta Dieta Social e o quanto ela faz bem por proporcionar reencontros com amigos do passado, do presente e do futuro (acho que o pão de centeio estava estragado hoje, kkkkk). 
Atividade física concluída com sucesso! 6,4 km no Parque da Jaqueira. Valeu demais, Eugênio!!!! Desculpa aê pelo atraso! :D



COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Antes da caminhada, iogurte diet-laxante e uma fatia de pão de centeio com ricota. Abacaxi, mamão, inhame e ovo mexido para o café da manhã. No almoço, é a mulher que está pilotando o fogão (só Deus sabe o que vai sair, mas a mãe natureza é sábia e as crianças sempre adoram!)



VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...


Esta dieta já resistiu às confraternizações de final de ano, festas de aniversário infantil, ceia natalina na casa da cunhada, maratona gastronômica da Família Bullying Feliz, mas até hoje eu ainda não tinha feito uma "extravagância  matrimonial", se é que vocês me entendem. Uma garrafa de vinho e muito amor pra dar terminaram assim: atraso de 40 minutos e língua roxa porque era vinho "tinto". Felizmente meu voluntário havia autorizado o flanelinha a lavar seu carro, por isso não pode ir embora antes da minha chegada. Ainda bem que o flanelinha me considerou! Kkkkkkkkk

2 comentários:

  1. Está perdoado pelo atraso...
    Se você me permite, as fotos não estão muito visíveis.....( sempre feitas com celular?)......mas as resenhas continuam ótimas...
    Afinal, estou confirmada para o dia 21?.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito