quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Dia 80/365

A CAMINHADA

Hoje vim a Caruaru, cumprir uns agendamentos na capital do forró - e, de quebra, encaixei uma caminhada extra, razão pela qual estou escrevendo este texto somente às 22h30. Comecei minha maratona quase no crepúsculo, com a ativista política Louise Caroline e sua simpática mãe. Louise teve a brilhante idéia de propor que a caminhada fosse no Parque Ecológico Ambientalista Severino Montenegro, um espaço muito aconchegante. Conversamos sobre bons hábitos, família, filhos e migração, pois Dona Mamãe trocou Curitiba por Caruaru, há trinta anos. A conversa foi muito boa - e, nesse caso, durou pouco.
Atividade física concluída com sucesso! 3,2 km, para não forçar a coluna cervical de Dona Mamãe, que tem hérnia de disco.
Atividade física concluída com sucesso! Valeu Louise!!!!! Valeu, mãe de Louise!!!!


Mas nem pensem que acabou em 3 km o meu 80º dia de caminhada pela Dieta da Rede Social. À noite segui para a Avenida Portugal, com a verdadeira voluntária do dia (pois Louise foi um "encaixe"): Renata Queiroz, microempresária da indústria do emagrecimento (uêpa!!!), representante de uma famosa marca de shakes e chás à base de ervas da vida. Simpaticíssima, Renata apareceu para caminhar com mais dois amigos e me contou toda sua trajetória acadêmica (já concluiu mestrado) e profissional, no seu espaço de Vida Saudável. Torço para que ela prospere, pois tem garra e coragem para vencer. E assim, caminhei mais 4,1 km!
Atividade física concluída com sucesso!!!! 3 + 4 = 7 km no total!!! Valeu muito, Renata & friends!!!



COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje almocei com a voluntária do encaixe, mas sem a sua mãe - pois só nos conheceríamos horas depois. O menu foi saudável, com salada, peixe, arroz integral e suquinho de capim-santo com limão. No jantar, torradinhas integrais com cream cheese light.

VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

O suco de capim-santo com limão foi a agradável surpresa gastronômica do dia. Engraçado é que eu ia de abacaxi com gengibre, mas a velhinha do self-service insistiu para que eu experimentasse o capim-santo. Espero que além do sabor refrescante esse suco tenha propriedades medicinais. Agora, santo como sou, fiquei com medo de ter uma overdose de santidade. Vishh! Kkkkkkkkkkkk

Um comentário:

Deixe aqui seu incentivo por escrito