quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Dia 100/365

A CAMINHADA

É com imensa satisfação, disposição e sangue sendo bombeado fortemente (uêpa!) que chegamos ao centésimo dia deste projeto colaborativo de caminhadas ininterruptas. Como diria aquele kombeiro, "até aqui me ajudou o Senhor". E também a senhora, a moça e o moço (rá!), personagens indispensáveis da Dieta da Rede Social, sem os quais eu não passaria de um gordinho andarilho solitário, suscetível a falhar ante o primeiro contratempo. A cada dia tenho mais fé nessa ideia que parecia maluca mas tem se revelado a receita perfeita do emagrecimento saudável. Sou, com muito orgulho, uma cobaia feliz.
Com a ajuda do Face, recrutei a especialíssima voluntária número 100: Michele Souza, fotojornalista. Nos conhecemos há pelo menos 13 anos, desde que trabalhamos juntos na Folha de Pernambuco. Hoje, enquanto girávamos na pista de cooper do Parque 13 de Maio, Michele me deu uma verdadeira aula de montanhismo - começando pela diferença entre esse esporte e o rapel (que só desce, enquanto o montanhista sobe E desce). Claro que cometi a gafe de perguntar se ela fazia rapel, da mesma forma como já ofendi um motociclista chamando-o de motoqueiro. Michele descobriu seu dom de escaladora depois dos 35 anos, e tem sido muito feliz com sua escolha de pratica saudável, embora mantenha o hobbie há pouco tempo. Viajou para o Peru, Bolívia, Chapada Diamantina e uns interiores pernambucanos, para praticar sua paixão pelas alturas. Seu relato, riquíssimo, durante a nossa caminhada, me fez entrar de cabeça nas sensações e filosofia do negócio. Muito massa!!! 
Atividade física concluída com sucesso!!! Foram 6,21 km com os pés no chão e a cabeça nas nuvens! Valeu demais, Michele!! Você não é só 10, é 100!!!!!!



E assim, pela circunstância da data redonda de simbolismo importante, este centésimo dia merecia uma pesagem adicional. Lembramos que a sistemática habitual é a de me pesar apenas a cada 30 dias. Portanto, temos agora um novo diagnóstico com apenas 10 dias em relação à pesagem anterior. Ah, mais um detalhezinho escatológico: eu sabia que me pesaria no Dia 100, por isso fiquei tão ansioso e com medo de ter engordado no carnaval que acordei enfezado e não consegui fazer o Número Dois. Mesmo assim, o resultado surpreendeu: 

Para quem não lembra do peso inicial, no auge do sedentarismo supremo, vamos ao flashback: eram 139,8 kg. Aos 30 dias, emagreci 8,15 kg e cheguei aos 131,65 kg; no dia 60, pesei 127,35 kg, onde a redução foi de 4,3 kg no comparativo com o mês anterior, perfazendo um emagrecimento acumulado de 12,45 kg; já no dia 90, por um entupimento intestinal causado por uma viagem de três dias, a perda fora de apenas 1 mísero quilinho - totalizando 13,45 kg no acumulado (quando pesei 126,35 kg). Hoje, com 123 kg cravados na balança, já acumulo uma redução fantástica de 16,8 kg em 100 dias de caminhadas, com a proeza de ter deixado 3,35 kg para trás em apenas dez dias. De onde posso concluir que o Carnaval é a antítese do Natal, para as dietas.

COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje eu experimentei uma novidade light, que descobri na padaria: o pão integral com chia. Não sei o que significa, mas gostei. Kkkkkkkkkkkk. No almoço, eu ia de peixe, por causa da Quaresma, mas a vida real me apresentou apenas uma opção de carne, na mesa de casa: frango a passarinha. Pois é, catei três e fiz um sanduba quase natural, com cream cheese light e pão de chia. À noite, uma bananinha frita numa ponta de faca de manteiga, claro. Como só me pesei agora à noite, eu estava crente que o emagrecimento seria pífio, pois continuo enfezado.


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

O medo do futuro (nesse caso, da pesagem futura) não é lá um grande aliado da dieta - "muito antes pelo contrario", como dizia uma ex-empregada domestica lá de casa. Ansiedade e insegurança são o cadeado emocional da porta dos fundos, se é que vocês me entendem. E foi assim que eu me enfezei. Mhuahahahahaha!


2 comentários:

  1. Força, Mandra!!!! Simbora pra frente, meu véio!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Tu devias fazer aquele exame de bioimpedância também (nem sei se é essa a ortografia). Pq deve ter havido algum ganho de massa muscular, i.e., vc deve ter perdido ainda mais gordura do que a balança pode indicar. Tá ligado?
    Plínio.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito