sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Dia 109/365

A CAMINHADA

Hoje o voluntário da vez foi o Dr. Fernando Amaral, médico, natural de Barreiros (PE), casado com a fã número 1 deste projeto, Dona Helena Amaral. Já nos primeiros passos, perguntei qual era a especialidade médica dele (ultrassonografia) e aproveitei a oportunidade, como bom hipocondríaco que sou, para me consultar gratuitamente sobre um pequeno cisto que apareceu no maxilar direito, pertinho da orelha. kkkkkkkkk. Felizmente o meu novo amigo dá mais boas do que más notícias em seu dia-a-dia profissional. Magro e falante, Dr. Fernando impôs um ótimo ritmo à nossa caminhada, enquanto me dava uma agradável pisa de conversa com aquele sabor de vida no campo, resumindo praticamente um século de sua história familiar: pai, usina, clarineta, baile de carnaval, lança-perfume, mãe, cinco irmãos, migração para a capital, Colégio Salesiano, trouxa de roupa na cabeça até a rodoviária, bairro do Cordeiro, cheia de 1975, tempestade (a música instrumental, tocada pelo pai dele na clarineta), formação em medicina, casamento, filhos, doença do patriarca, homenagem póstuma ao pai - com tocador de clarineta no velório, a vida que segue, os bons hábitos do interior, visitas esporádicas às origens etc. Depois desse breve resumo, foi minha vez de tagarelar sobre os planos saudáveis para o futuro desta Dieta da Rede Social, dar uma valiosa dica de aplicativo para mensurar caminhadas (prontamente baixado pelo Dr. Fernando durante a nossa andança), tecer elogios ao Central Park do Recife etc. Foi realmente muito massa começar o dia malhando com o Dr. Fernando.
Atividade física concluída com sucesso!!!! Foram 6,76 km em excelente companhia!!! Valeu demais, Dr. Fernando!!!! qualquer hora eu passo lá pra gente fazer uma ultrassom na minha cara. kkkkkkkkkkkkkkk!!!!!



COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Vitamina de banana com leite de soja, já experimentaram? Pois eu inventei de provar isso hoje, vencendo meu preconceito com o produto Ades (que, segundo um popular ignorante amigo meu, quem bebe Ades pega Aids). Ao primeiro gole, me pareceu muitíssimo com uma iguaria da qual fui adepto na infância, chamada NovoMilk. Aí me lembrei que não era apenas adepto, e sim viciadíssimo naquele pozinho (uêpaaaaa!!!!) extraído da soja. Eu enchia um copázio de leite (de vaca) com três colheres de sopa de NovoMilk para ter uma bebida de consistência encorpada (nos anos 1990, o produto mudou de nome para NewMilk, certamente influenciado pela globalization). E foi assim que eu engordei (no passado, espero que não hoje). 

Atualizado às 14h25 só para mostrar meu almocinho light:



VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Embora na caminhada de hoje eu tenha notado grande influência paterna na vida do meu prezadíssimo novo médico particular de ultrassom, quero discorrer agora sobre a força matriarcal que nos impele a mover montanhas em nome das mammas (uêpaaa!!!). E, nesse caso, o poder "matriarcal" aplica-se não às nossas mães, mas às mães dos nossos filhos - que, tais quais galinhas metafóricas (kkk), abarcam-nos também com suas asas quentinhas e protetoras, e no final das contas são as chefas do lar e às vezes até presidentas da nação. Capazes de fazer desmoronar toda a macheza masculina com seus poderes de sedução e tato, as esposas forçam-nos a fazer o que elas querem. Isso explica o sacrifício do Dr. Fernando para estar lá nos cafundós do Parque 13 de Maio às 6h da madrugada: foi a mulher que mandou, claro. E já dizia o poeta: "Virgulino Ferreira, o Lampião, bandoleiro das terras nordestinas, sem temer a perigos nem ruínas, foi o rei do cangaço no sertão. Mas um dia, sentiu no coração o feitiço atrativo do amor: a mulata da terra do condor, dominava uma fera perigosa...". E assim, já sei que em breve terei como companhia os três filhos e a sobrinha do Dr. Fernando, mas não por causa da influência e poder masculino dele dentro de casa.  Mhuahahahahahahah!!!!!


5 comentários:

  1. Que prato simpático!! O que está no lado esquerdo com o molho? É galinha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é galinha sim. Molho de laranja, eu acho. ;)

      Excluir
  2. Chorei. Muito lindo o q vc escreveu sobre meu tio "Gatinho". Rsrsrs. . . vc resumiu lindamente a vida dele.
    Quando for pra Recife vou marcar uma caminhada com vc.
    E qd vc passar por Salvador vamos marcar essa caminhada.
    Abraço, Fernanda Amaral

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a iniciativa! Parabéns! Bjs. Verônica Amaral

    ResponderExcluir
  4. Mandrey, estás bem mais magro mas ainda estás com um umbigo de poço do cacete.

    Acho que vai terá que fazer uma plástica no bucho.

    Muito couro.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito