quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Dia 93/365

A CAMINHADA

Dormi muito mal na noite passada, porque paranoiei geral com a hipótese de pegar tétano com aquela singela caída fuderosa (mais que poderosa, em pernambuquês) no bueiro aberto da Rua das Pernambucanas, domingo à noite. Quando recorri ao Dr. Google para saber mais sobre o tétano, entrei em pânico!!! Acordei doido para terminar logo a caminhada de hoje e partir em busca da cura, no posto de saúde mais próximo. E foi assim, completamente adrenalizado, que encontrei minha querida voluntária da vez, Carol Santos: estudante de Relações Públicas, filha do meu ex-mestre do bom jornalismo, Aníbal Alexandre - conhecido pela alcunha de "a máquina de pautas" -, lamentavelmente já falecido, acometido por um aneurisma cerebral.
Carol perdeu o pai ainda criança, mas depois de adulta promoveu uma busca incessante pelas raízes (profissionais) dele, apelando a ex-colegas de redação para que lhe dissessem o que achavam de Aníbal. Como resultado de sua busca pelo passado, encontrou muito amor, consideração e reconhecimento pelo excelente profissional que ele foi. Aliás, profissional e extremamente humano. Eu, minha esposa e a também jornalista Roseann Kennedy (atualmente radicada em Brasília, onde é comentarista política de âmbito nacional na Rede CBN) dividimos o primeiro lugar no Prêmio Cidade do Recife de Jornalismo 1999 (hoje chama-se Prêmio Cristina Tavares), com uma excelente pauta de Aníbal: "Os Heróis Anônimos", histórias lindas de caridade praticadas por pessoas comuns.
Na caminhada de hoje não poderíamos deixar de falar no mestre Aníbal, depois enveredamos para outros temas como dança de salão, relações públicas, Roberto Carlos, cachorrinha de estimação e carnaval. Terminado o exercício, escoltei Carol até sua casa, na João de Barros, e  segui para a minha. Eu já estava na metade da Avenida Mário Melo quando me dei conta de que não havíamos tirado a foto, por isso voltei correndo e interfonei para que ela descesse à portaria. Ufa! foi por pouco, dessa vez.
Atividade física concluída com sucesso!!!!! Foram 8,06 km em ótima companhia!!!! Valeu, Carol!!!!!



COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Ontem à noite peguei umas dicas informais muito massas com minha consultora secreta para assuntos de emagrecimento eficaz (que minha mulher vai querer saber quem é, com certeza absoluta! kkkk), leitora assídua deste blog, cuja opinião vale tanto quanto a de um milhão de leitores. "Alternar os alimentos, para o organismo não se acostumar com um cardápio só", me disse a Mestra dos Magros. E assim, esqueci do inhame e parti para novos desafios, como uma sardinha com limão machucada com creme de ricota, cenoura ralada, pimenta-do-reino e um fiozinho de azeite, para rechear o meu sanduba natural. Delícia! 


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...


Enquanto eu paranoiava pesquisando sobre o tétano, percebi que um dos sintomas dessa terrível doença sem cura é a paralisia buco-maxilar e a dificuldade para engolir alimentos e líquidos. Poderia até ser um forte aliado à minha dieta, mas dispenso completamente essa ajuda. kkkkkkk. Lamentavelmente, o posto de saúde do bairro de Casa Amarela não possuía a tal vacina ("tem, mas tá faltando", como se diz por aqui). Apelei aos amigos nas redes sociais e fui indicado à Policlínica Lessa de Andrade, na Madalena, cujo atendimento foi de primeiro mundo, com profissionais super atenciosas (médica, enfermeira e estagiárias de enfermagem). Recomendo a todos que precisem (se porventura caírem nos bueiros da vida). Uma curiosidade é que o setor onde aplica-se a antitetânica é também o da vacina anti-rábica, por isso os cartões de vacinação já vêm pré-carimbados com um aviso interessante. Confiram na foto.


Observação importante no verso do cartão de vacinação -> ATENÇÃO: Observar o Animal até Dia/Mês/Ano

Um comentário:

  1. Mandrey, tu és muito engraçado!!!! Tô chorando de rir! Beijo e boa sorte!!!! Tome as três doses da vacina, viu?! :-)))

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito