domingo, 7 de abril de 2013

Dia 153/365

A CAMINHADA


Hoje o meu parceiro de caminhada foi o jornalista Jorge Cavalcanti, o "Doidinho". Esse apelido talvez seja a explicação para a inquietude de sua mente - e vejam só que paradoxo - muito, mas muito lúcida mesmo. A sagacidade do pensamento dele só não é maior que sua sensibilidade para perceber o desfecho de uma piada, de uma história ou comentário. Quem o conhece de perto já sabe que Doidinho está sempre alguns segundos a frente. Em nossa agradabilíssima caminhada no Parque da Jaqueira, quando eu ia com o caju ele já voltava com a castanha torrada e com sal. Ou seja, em vez da piada pronta tive que queimar meus neurônios para caprichar nas tiradas de momento, improvisadas a cada assunto puxado por ele. Para mim, a  gargalhada inesperada de Doidinho, ainda que 2 segundos antes do "timming" convencional, era o pagamento da caminhada. Em sua companhia eu me senti muito a vontade. Conversamos sobre mercado de trabalho, dança das cadeiras no jornalismo, novos desafios, velhas fuleiragens, projetos presentes e futuros. Recebi muito incentivo dele para a Dieta da Rede Social - o livro que devo escrever, a aposta numa incursão midiática nacional "de peso" etc. Na hora da foto, pedimos a uma garota skatista de uns 16 anos para que nos fizesse esse favor, mas a menina estava certamente ainda sob a adrenalina do exercício, pois conseguiu a proeza de tremer duas fotos seguidas. Doidinho ainda especulou que "a pirraia ficou nervosa porque pode ter pensado que éramos um casal". Então eu disse a ele que ficasse tranquilo em relação a isso, pois no imaginário social a condição de "passivo" em um casal homo sempre paira sobre o gordinho.  Doidinho foi às lágrimas de tanto rir.
Atividade física concluída com sucesso!!!! Foram 7,4 km em extraordinária companhia! Valeu demais, Doidinho!!!!! Amanhã eu vou lá hoje!




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?


Hoje não foi um dia muito feliz, do ponto de vista da alimentação, pois acordei com uma ressaca triste, por causa da minha mania de querer beber saquê e esquecer do tira-gosto (light) para rebater. Pela manhã, comi uma banana e bebi dezenas de copos d'água. Trabalhei arduamente até às 14h, depois encontrei em casa uma panela de macarrão (uêpaaa!) e uma carne moída meio feiosa, misturada com salsicha (uêpaaaa!), da qual excluí o embutido e encarei somente a carne. Deve ter levado até açúcar, pois estava muito gostosa. De qualquer forma, comi apenas um prato raso. Agora à noite, assistindo "Branca de Neve e o Caçador", fui de pão multigrãos com uma ponta de faca de manteiga Turvo ( UÊPAAAA!) e  duas fatias de mussarela. O importante é que emoções eu vivi (e amanhã às 6h estarei no Parque 13 de Maio, mesmo sem voluntário, pois esqueci de marcar).


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...


Semana passada tive o maior bug do milênio com este blog. Pelejei para tentar atualizar a agenda de caminhada e como não consegui, fui obrigado a deletá-la e refazê-la. Esse negocio de caminhar tarde também atrapalha bastante minha organização, pois eu acabei esquecendo de convocar alguém para caminhar comigo jájá. Bem, é pra isso que o Menino Jesus é onipresente - para me acompanhar sempre que eu precise. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu incentivo por escrito