segunda-feira, 8 de abril de 2013

Dia 154/365

A CAMINHADA

Hoje foi meu dia de sorte. Encontrei uma pessoa ótima na caminhada e depois escapei ileso ao ser atropelado por uma moto (uêpaaa!). Mas vamos por partes: quis o destino que eu emparelhasse com a contadora Dona Lourdes, na pista de cooper do Parque 13 de Maio. Comentei que o tempo estava agradável para uma caminhada e daí engatamos uma conversa muito agradável que durou uma hora. Conversamos sobre vida saudável, detalhei este projeto de Dieta da Rede Social, trocamos experiências sobre educação infantil e a interminável responsabilidade dos pais na condução dos filhos não somente na infância. Em certo momento eu disse que "pensava que depois de adultos os filhos não nos dariam mais preocupação", e a mulher soltou uma gargalhada tão grande que só vendo! Aí comentou sobre aquele ditado popular "cabeça desocupada é a oficina do diabo" para justificar que nós, pais, temos que manter a proximidade para saber se os filhos estão se ocupando, trabalhando, estudando, etc. Ela é totalmente a favor que os "meninos" saiam de casa na maioridade, para aprender as responsabilidades da vida e do trabalho. Comentei até sobre meu primo Peçonha, que tem 30 anos e é concursado federal mas continua no aconchegante ninho familiar dos pais, sem a menor vontade de pegar o beco. Mhuahahahahahhahaaha!!!! Aí ela nem condenou meu estimado parente, porque conhece outro caso em que um parasita filho único já ganhou dois apartamentos dos pais e ainda não saiu "da barra da saia da mamãe".  Ou seja, se a família apóia a dependência (emocional), quem somos nós para nos intrometer, né?
Atividade física concluída com sucesso!!!! foram 7,4 km em ótima companhia!!!! Valeu demais, Dona Lourdes!!!!!!!



COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Bendita banana prata, que me deu a maior disposição para suportar o impacto de um veículo motorizado de duas rodas. E bendito seja também o café-com-leite, que fez com que eu me ligasse a um segundo do impacto. Confiram os detalhes a seguir, na seção abaixo.


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Depois da caminhada e do banho restaurador em casa, eu seguia para o ponto de ônibus a pé quando, por volta das 8h20, fui atropelado por uma moto, ou melhor, uma motoca dessas de 50 cilindradas, que vinha pela contramão na Avenida Mário Melo e me pegou quando eu atravessava olhando para o lado certo do fluxo de veículos. Tive a sorte de me virar no último segundo antes do impacto, e com meu reflexo ninja de atleta caminhante botei a mão esquerda no guidom e fixei meu pé de apoio (o direito). A moto bateu levemente na minha coxa malhada e o cara levou a maior queda da paróquia de Santo Amaro. Esse tipo de veículo (50cc) não é submetido a emplacamento, por isso o condutor não usava capacete e nem respeita as leis de trânsito. Um vigilante do Tribunal de Contas do Estado veio em cima e repreendeu o motoqueiro sobre o fato de ele estar na contramão. "Eu sei que é contramão, por isso eu vinha devagar", disse o rapaz. Graças a Deus eu não tive absolutamente nada. Eu pensei que as escoriações leves que o motoqueiro sofreu ajudariam-no a pilotar com mais responsabilidade daqui pra frente, mas logo depois do acidente ele montou na lambreta e foi embora... avançando o sinal!
Um amigo gaiato analisou esta narrativa (que coloquei no Face) e concluiu que fui eu que atropelei o motoqueiro. Eu só tenho que agradecer a Deus por duas coisas: por me livrar de uma pancada forte "na bacia" (se eu não tivesse me virado no último segundo, o alvo seria esse) e por estar emagrecendo lentamente - e, consequentemente, ainda ter corpo para suportar tamanha violência. Imaginem se eu fosse um magrinho cirurgiado de gastroplastia? poderia ter ficado lá mesmo, no chão. 



3 comentários:

  1. So nao vale pegar essa desculpa pra farrapar o regime hein? Melhor ser magrinho e olhar pros dois lados sempre, independente da rua kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Meu querido primo Mandra, com a sua perda contínua de peso, você passará a ter mais cuidado afim de avitar esse tipo de situação.
    Já imaginou tú magérrimo sendo atropelado pela cinquentinha.....kkkkkkkkk.....não ia sobrar nada né? Sorte a tua que ainda está recheado e quem se lascou foi o boyzinho na contra-mão!!!

    ResponderExcluir
  3. Já disse que PARE de falar dos cirurgiados de gastoplastia!!!!! Tá virando buling!!!!!!!!!!!!!!!!! SACO!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito