domingo, 14 de abril de 2013

Dia 160/365

A CAMINHADA

Hoje o voluntário da vez foi o meu prezadíssimo amigo Zé Neves Cabral, jornalista, empresário, conhecedor de aves silvestres (principalmente o canto do curió), ex-recruta de número 871 no 14º Batalhão de Infantaria (em Socorro, Jaboatão dos Guararapes), especialista em jornalismo esportivo, peixada e também no trio cozido/rabada/chambaril. Zé e eu fazemos aniversário no mesmo dia, embora com intervalo de dez anos, em 20 de junho (geminianos do terceiro decanato).
Nossa caminhada foi adiada por ele algumas vezes, mas eu sou brasileiro e não desisto nunca. Nos falamos diariamente desde 2005, quando viramos amigos. A afinidade começa no prato, ja que Zé é uma excelente companhia para qualquer refeição. Também torcemos pelo mesmo time, gostamos de coisas do interior, temos o mesmo senso crítico... Enfim, somos iguais até no sobrepeso. 
Na caminhada eu puxei logo o assunto da vida militar, da qual Zé tem muito orgulho. No exército ele era o recruta JNeves, das telecomunicações. Puxava um fio de até 5km por entre galhos camuflados para interligar duas bases militares. Aprendeu importantes lições, ora apanhando, ora batendo. Foi um oficial superior que lhe disse para ter como primeiro projeto de vida "construir uma casa, pois um homem que tem a sua não é escravo de ninguém". Zé me contou que sempre foi um atleta - até os 24 anos, quando mergulhou de cabeça no jornalismo. Nas redações, engordou por não queimar energia como antes (ele sempre comeu bem). Quando rememorou seu período no exército, na nossa caminhada, Zé se empolgou e de repente começou a correr, me deixando a falar sozinho por três segundos. Apesar de não ter a pretensão de correr neste meu projeto da Dieta da Rede Social, tive que trotar para acompanhá-lo. Nossa corridinha durou o tempo exato em que Zé falou a seguinte frase: "tá vendo, Mandrey, que eu ainda tenho um certo preparo apesar desses anos todos sem correr?". E parou, com a língua pra fora, parecendo uma gravata. Mhuahahahahaha!!!!! Depois do 5º quilômetro de caminhada (incluindo os 20 metros de corrida), nos despedimos e eu andei mais 1,5 km sozinho.
Atividade física concluída com sucesso!!!!! Foram 6,5 km de malhação, sendo boa parte em excelente companhia! Valeu demais, Zé Neves!!!!




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Pra variar, Zé Neves me corrompeu a acompanhá-lo no café-da-manhã na Padaria Boa Viagem. Ele pediu um sanduíche americano duplo (só pra ele, claro), com dois sucos de laranja - e eu fui de inhame, queijo coalho, dois ovos cozidos, um pedacinho insignificante de pamonha, meio mamão e uma fatia de melão. Bebi suco de laranja para desentalar. À tarde, minha querida cara-metade me presenteou com uma salada de alface, rúcula, tomate seco, mussarela de búfala, batata cozida e frango grelhado. À noite encarei um tostex de pão de castanha com grãos e mussarela de búfala.


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Apesar de só ter caminhado comigo hoje, Zé Neves acompanha à distância uma parte interessante dessa Dieta da Rede Social: a fofoca. Todo santo dia ele me telefona para saber qual é "a novidade do mercado (jornalístico)". E mesmo quando eu caminho com outros tipos de profissionais, a pergunta é sempre a mesma: "alguma bomba no mercado?". É por isso que o único  número de celular que eu sei decorado é o dele. Kkkkkkkkkkkk. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu incentivo por escrito