quinta-feira, 25 de abril de 2013

Dia 171/365

A CAMINHADA

O voluntário me chegou pelas mãos da sua colega de trabalho (e minha de profissão), a querida jornalista Larissa Brainer, que teve a enorme consideração de participar também da caminhada de hoje, literalmente debaixo de chuva (apesar de já ter sido voluntária no comecinho deste meu projeto, no Dia 11/365). Eis o voluntário oficial desta quinta-feira chuvosa: João Araújo, sociólogo, carioca de nascimento, gaúcho de criação (uêpa!) e com genuíno sangue recifense correndo nas veias. A explicação para tamanho nomadismo eu descobri durante a caminhada, pois ele é filho de um militar pernambucano que serviu tanto no Rio de Janeiro quanto no Rio Grande do Sul, e agora na aposentadoria escolheu voltar para perto dos Rios Capibaribe e Beberibe. Mas voltemos à caminhada: conversamos sobre chuvas, tempestades, relâmpagos, guarda-chuvas bons, guarda-chuva pebas, poças d'água, ventos gélidos etc e tals. Saímos perambulando a partir da escultura metálica do caranguejo gigante, na Rua da Aurora, seguindo pelo Palácio do Governo até o Recife Antigo - onde presenciamos um acidente de moto com dois feridos leves (por causa de uma curva molhada) - depois fizemos o percurso pela Ponte Giratória, Cais de Santa Rita, Praça da República e novamente retornamos à Rua da Aurora, onde esticamos até a Ponte Limoeiro e de lá voltamos ao caranguejo gigante. Foram muitos papos animados e boas risadas para nos aquecer nesse inverno.
Atividade Física concluída com sucesso!!!!! Foram 7,77 km, com mentira e tudo, em excelente companhia!!!! Valeu demais, João Araújo e Larissa!!!! Estou aguardando a vez da estagiária do escritório, hein! ;)  

A transeunte tirou a foto de tão longe que meu irmão nem vai reconhecer a camisa pólo 
que ele me deu de presente de aniversário, há quase um ano, e que só agora consegui usar 

COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje eu comprovei que comer inhame é bom antes e depois da caminhada. E foi assim, com a energia do poderoso tubérculo, que eu nem liguei para a chuva.


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Agora vou revelar um segredo que contei ao meu voluntário durante o toró de hoje: eu morri de medo que ele me desse um bolo, já que esta seria (e acabou sendo) a caminhada de número 171. Ou seja, eu já estava preparado para receber o feedback da "Pegadinha do Mallandro!!!", horas depois, quando escrevesse este texto. Mas, felizmente, João é sangue bom, madrugou e compareceu. Espero que ele não esteja resfriado uma hora dessas, mas aproveito o ensejo para comentar que nestes 171 dias ininterruptos de caminhada pela Dieta da Rede Social eu jamais fiquei doente. Sorte? Saúde demais? talvez os dois. ;) 




3 comentários:

  1. Mandrey, pelas três últimas pesagens, já estais criando uma regra aritmética....de três em três. Bjs e força nas canelas.

    ResponderExcluir
  2. Carol (a estagiária)29 de abril de 2013 06:47

    Vou marcar minha vez em breve!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito