sábado, 27 de abril de 2013

Dia 173/365

A CAMINHADA

Hoje conheci uma futura biomédica que poderia ter sido professora de história (tamanha é a  admiração que ela tem): Aline Faustino, uma jovem corajosa o suficiente para caminhar sozinha à noite num parque pouco freqüentado. Pois bem, felizmente pra mim ela chegou na pista de cooper praticamente no mesmo minuto que eu (mas numa passada bem acelerada), então só precisei apertar o passo e emparelhar para perguntar-lhe se ela já ouvira falar da Dieta da Rede Social. Expliquei o projeto de emagrecimento através da caminhada colaborativa e, enfim, consegui dissuadi-la da ideia de sair correndo daquele suposto tarado gordinho. Mhuahahahahaha. Conversamos sobre vida saudável, mas acabei enveredando pela minha hipocondria conspiradora contra a ciência dos alimentos feitos para durar mais, a qualquer preço (geralmente, caro. ;D ). E assim, acabei comentando aquela história do uso do Cobalto60 para o combate das pragas biológicas na indústria alimentícia, ao que ela serenamente rebateu a minha teoria paranóica sobre o câncer, explicando-me que nosso DNA carrega a memória evolutiva de milhares de anos, com doenças que nossos antepassados tiveram e não-tiveram, mas que cada organismo individualmente é preparado para sobreviver - ou melhor, recebe mil outras mazelas pelo ar, mas as combate minuto a minuto, com seus anticorpos. Então, abstraí da paranóia e foquei nossa caminhada em coisas mais edificantes, como a luta diária para não sucumbir à febre consumista do capitalismo selvagem. Foi massa, porque minha voluntária de hoje tem idéias muito progressistas sobre o que deve ser ofertado às nações indígenas (tudo! Direitos e oportunidades iguais), sua enorme preocupação com a seca no sertão nordestino e a violência contra as crianças e mulheres etc. Debatemos algumas políticas públicas de inclusão, as ações afirmativas do sistema de cotas, a necessidade da reposição hormonal nas mulheres mais maduras  e a (in)eficácia da pílula anticoncepcional (este é o ramo da biomedicina que ela pretende seguir) etc e tals. Foi um papo-cabeça massa!!
Atividade física concluída com sucesso!!!! Foram 6,88 km em ótima companhia! Valeu demais, Aline!!!




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje eu comecei o dia comendo inhame e terminei a noite comendo inhame, mas no almoço encarei um... Burrito!!! (Ay, caramba!). Pois é, comi burrito de frango com frijoles, guaca-mole, arroz mexicano, tomate e alface. Foi bom, principalmente por causa do suco de graviola que me ajudou a aplacar a pimenta. ;)



VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Dou graças a Deus por meu dia ter terminado bem, com uma caminhada massa para compensar a sucessão de mazelas que me aconteceram hoje. Só o meu carro quebrou duas vezes: o vidro elétrico, que baixou e não subiu mais (chicote quebrado, R$ 120 com MasterCard), depois o motor à gasolina que engasgou severamente (bobina e velas comprometidas com o desgaste de 8 anos), fora a mazela-bônus do meu insucesso para pegar uma segunda via de nota fiscal de uma compra que fiz em 2010, no Carrefour. Ainda perdi a festa de reencontro da minha turma de jornalismo (formandos de 1997, "Um Satélite Na Cabeça"). Mas, porém, contudo, todavia, não perdi a caminhada - por isso este projeto está garantido!!! ;)


Um comentário:

Deixe aqui seu incentivo por escrito