domingo, 12 de maio de 2013

Dia 188/365

A CAMINHADA

Hoje eu malhei de uma forma diferente, em companhia especialíssima. Aproveitando que é o dia das mães, resolvi dar à minha esposa um enorme presente que dinheiro nenhum consegue pagar: sossego. E assim, tirei as três crianças de casa e as levei para um passeio diferente: andar de bicicleta na ciclovia domingueira do Recife. Então, partimos de casa pontualmente às 8h30 - eu e minha caçulinha a pé, e os dois meninos com suas respectivas bikes. Caminhei até a estação do PortoLeve na Rua do Lima e retirei uma bike de aluguel. Saímos pedalando (eu levei a cadeirinha para a minha filha) pela Rua da União, ponte Princesa Isabel, palácio do Governo e Recife Antigo. Depois de meia hora de pedalada, tive que devolver a bike e aguardar 15 minutos antes de relocar outra bicicleta. Nesse intervalo, caminhei levando minha filhota e a cadeirinha no braço. Depois peguei outra bike e pedalei outra meia hora, intensamente. Foram 7, km em maravilhosa companhia! 




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje eu preparei, com a ajuda dos meninos, um singelo café-da-manhã na cama para a minha cara-metade, composto por cartola diet (banana, queijo coalho e canela, sem açúcar), torradas, café-com-leite, iogurte. No almoço, creme de ricota com atum no pão multigrãos (eu não quis encarar o almoço de Dia das Mães). À noite, suquinho de cajá na casa da minha mãe, e um tostex de queijo no pão multigrãos.



VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Milhares de leitoras deste blog têm manifestado por mensagens uma critica ao novo modelo de esforço que adotei recentemente, engolindo a corda de outros comentaristas especializados em vida saudável. Segundo os comentaristas Pró+10, eu tenho que caminhar pelo menos 10 km para ter um resultado de emagrecimento constante. Mas as outras milhares de leitoras são partidárias da teoria de que eu não preciso estar me esforçando para caminhar meia hora a mais - bastaria trotar um pouco, a cada três minutos, e assim aumentar o esforço sem acrescer mais tempo. Estou ponderando se vale a pena tentar. Hoje, com a caminhada híbrida mezzo-pés/ mezzo-bicicleta, posso assegurar que o esforço foi muito maior. Subir as pontes com a força do pedal não foi mole. A minha filhota contribuiu com o aumento do meu esforço, afinal, ela pesa 30 kg. ;)


Um comentário:

  1. Trotar é uma saída boa para aumentar o ritmo, o problema é se os joelhos aguentarão correr, por isso caminhar um pouco a mais protege contra lesões.

    Cada caso tem sua especificidade.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu incentivo por escrito