sexta-feira, 17 de maio de 2013

Dia 193/365

A CAMINHADA

Hoje tive a companhia especialíssima da designer Andréa Aguiar, esposa do Primeiro Voluntário a participar deste projeto da Dieta da Rede Social (no dia 1/365, claro!). E que pena que justamente no dia da caminhada de Déa, São Pedro não deu trégua, fazendo com que a coitada sofresse debaixo d'água, dividindo comigo o único guarda-chuva disponível (o meu, tamanho XG). Tive que compensar o sacrifício contando-lhe valiosos babados dos meios jornalístico, empresarial, político, educacional e até familiar de foro íntimo (uêpaaaa!! Kkkkkkkkk), mas pelas gargalhadas que ela deu, acho que pode ter valido a pena o esforço e o risco de pegar uma gripe. Mamãe de primeira viagem, ela ouviu atentamente a minha explicação para a preguiça do pequeno rebento de quase 11 meses de idade em não querer falar (porque ele se faz entender com os sons infantis, e os pais, fascinados por tamanha fofura, fazem exatamente o que ele quer - então, falar pra quê, né? ;D ). Trocamos algumas figurinhas, conversando sobre amor de pai e de mãe, trabalhos, frilas fixos e sazonais, reformas de casa, sacrifícios, viagens, malhação e vida saudável. A bichinha cansou somente no oitavo quilômetro, e como eu estava com o único guarda-chuva, andamos só mais um pouquinho até o carro e paramos por aí.
Atividade física concluída com sucesso!!! Foram 8,79 km em ótima companhia!!! Valeu muitíssimo, Déa!!!!




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje eu comi muito direitinho: inhame no café-da-manhã, pão multigrãos com ovo mexido no jantar (pós-caminhada) e uma super salada no almoço, com arroz 7 grãos. Confiram-na:


 



VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...


Gente, a bruxa da virose tá solta aqui em casa. Depois da minha caçula passar para a mãe, a mãe passou para o nosso primogênito, que está péssimo - com febre freqüente, espirrando, a garganta doendo etc. E assim, com o ciclo médio de três dias para cada doente, eis que acabei fechando a semana de segunda a sexta caminhando à noite. Tenho fé que amanhã essa enfermidade passará - só espero que não passe pra mim, nem para o filho do meio. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu incentivo por escrito