quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Dia 339/365

A CAMINHADA

Hoje caminhei com a doutoranda em Administração Sabrina Cabral (ou seria Melo?), que assistiu minha participação em Fátima Bernardes e malha na mesma academia que eu (Espaço de Metas Unic Casa Forte). Conversamos sobre o doutorado dela e a vida acadêmica em geral, possibilidades de bons concursos, enveredamos pela qualidade de vida das nossas crianças, métodos pedagógicos, escolhas saudáveis, misticismo, cura pela natureza, etc e tal. Incrível foi encontrar uma pessoa mais falante do que eu! Atividade física concluída com sucesso!!!!! Foram 10,44 km em gabaritadíssima companhia!!! Valeu, Dra. Sabrina!!!!!




COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Comecei o dia determinado em desapegar um pouco dos laticínios, para ver o que acontece. Comi uma banana e depois do banho esqueci e acabei comendo um potinho de iogurte do tipo grego com frutas vermelhas. No lanche, SF! Para o almoço, optei pela salada com tilápia ao molho de laranja sobre "cama" de folhas. No lanche vespertino, segunda rodada de SF! Já no jantar, diminuí a quantidade de inhame e comi amassadinho com ovos poché, e nenhum pingo de gordura. 


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Certa vez, há mil anos atrás, fui a uma médica Ortomolecular que me disse que "a absorção da gordura animal pelo nosso organismo é muito rápida, principalmente o leite". E assim, depois de ler uma reportagem que apontava dados intrigantes como a mistura e homogeneização do leite de centenas de vacas - que tomaram vermicida, fungicida, hormônio, vitaminas etc - bateu aquela paranóiazinha de leve e eu resolvi testar:  Será que a gente consegue viver sem leite? A conferir. ;)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu incentivo por escrito