sexta-feira, 29 de novembro de 2013

SEGUNDA TEMPORADA: Dia 24/365

A CAMINHADA

Hoje tive a honra de caminhar com o jornalista paulistano Carlos Carvalho, diretor da Abracom (Associação Brasileira das Agências de Comunicação), que assessora mais de 300 agências no país. Nem preciso dizer que os papos da caminhada foram "top advanced" sobre o mercado de trabalho. Eu me surpreendi com as dezenas de possibilidades que transcendem o jornalismo convencional. Carlos é tão preparado que conversar com ele foi como receber uma consultoria e uma super injeção de ânimo para essa nossa profissãozinha maledetta. Aliás, terei a oportunidade de vê-lo em ação novamente na próxima terça, no Recife. Carlos  será um dos convidados de honra no seminário de aniversário da Signo Comunicação, da nossa amiga comum (e ex-voluntária especialíssima desta DRS) Ana Aragão. Pois bem, hoje cedo no Ibirapuera a caminhada já rendeu aprendizado suficiente para constar no meu currículo Lattes. Mhuahahahahaha! Na minha vez de falar, comentei sobre os desdobramentos da DRS: livro, app, palestras motivacionais, Personal Walker etc e tals. Por fim, nos despedimos no estacionamento do MAM depois de 1h30 de uma caminhada "profissional"! Atividade física concluída com sucesso!!!! Foram 10,2 km, grande parte em ótima companhia!!!! Valeu demais, Carlos!!!!!



COMO ANDA A ALIMENTAÇÃO?

Hoje comecei o dia comendo duas fatias de melão, antes da caminhada. Quando voltei do exercício físico, terminei o melão e complementei com um pão de centeio (igualzinho a um francês) e uma fatia de queijo gruyére (uêpaaa!!!). No almoço, comi churrasco (picanha no alho e coração de galinha), salada, arroz e banana. Para o lanchinho da tarde, mix de oleaginosas. 


VOCÊ NÃO SABE OS PASSOS QUE DEI PRA CHEGAR ATÉ AQUI...

Hoje o 3G da Tim demorou uns cinco minutos para dar sinal de vida - e sem ele eu sou incapaz de dar um passo aqui em São Paulo. Como a garagem do meu cunhado é subterrânea, tive que esperar a operadora de telefonia aparecer. E quando voltei pra casa, quase três horas depois, meu sogro italiano perguntou o que eu estava fazendo parado na esquina por "thinco minuto". Ou seja, sem o canal RAI a diversão do velho é tomar conta da nossa vida, vigilante pela janela do quarto andar. Todas as noites ele faz rondas em todos os cômodos do apartamento. Me sinto tão seguro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu incentivo por escrito